Riga 1 01c
Letônia

Riga, Letônia: Do medievo à Arte Nova (Art Nouveau)

Riga, a capital da Letônia e auto-proclamada “cidade da inspiração”, é pouco conhecida até mesmo dentre os europeus. Os germânicos, nórdicos e eslavos sabem um pouco melhor dela por serem seus vizinhos, mas mesmo assim são poucos dentre os quais sua fama lhe precede. Mais comumente, sua fama lhe sucede: as pessoas primeiro vêm aqui […]

Tallinn 1 01b
Estônia

Tallinn (Estônia) e seu medieval centro histórico

Faz quase 10 anos que fui pela primeira vez a Tallinn, uma cidade sobre a qual eu quase nada havia ouvido — exceto que era bonita. À ocasião, passei uma semana zanzando num evento que se distribuía por várias partes da cidade, conheci pessoas, e pude presenciar os fiscais da União Europeia flagrarem os organizadores […]

Dicas Tanzania 1 01
Tanzânia

Tanzânia: Lugares, dicas de viagem, e o que visitar

A Tanzânia é aquele país que conhecemos um pouco sem nem saber que se trata dela. Terra das savanas africanas do famoso Parque Serengeti, o mais mostrado no Discovery, do hakuna matata de O Rei Leão, e de tantas outras belezas naturais e culturais. É que a Tanzânia não tem seleção de futebol que chegue […]

Dar es Salaam 1 01

Pelas ruas de Dar es Salaam, a maior cidade da Tanzânia

Stone Town 2 01

Experiências e tretas pelas ruas da Cidade de Pedra (Stone Town) em Zanzibar

Stone Town 1 01

No antigo Sultanato de Zanzibar: Entre belezas, escravos e especiarias

Safari blue 1 01

Visitando Zanzibar: Um safari blue na Tanzânia

Materuni 1 01

Modos tanzanianos na natureza de Kilimanjaro: A Cachoeira de Materuni e café com o povo Chagga

Arusha 1 01

Arusha, ébano nos mercados, e o passado alemão da Tanzânia

Dicas safari Tanzania 1 01

Como fazer um safári na Tanzânia: Custos, dicas e alertas

Lucia Suecia 1 01
Suécia

Lucia: A curiosa celebração do Dia de Santa Luzia na Suécia

“Nós somos um país protestante, que celebra uma festa pagã, com o nome de uma santa católica“, sintetizou certa vez a sueca com quem eu morava. Lucia (sem acento, e pronunciado lucia), no entanto, é um inegável elemento cultural da Suécia de hoje. Todo 13 de dezembro, dia da santa, locais de trabalho realizam uma […]

Ajaccio 1 01
França

Ajaccio, Córsega: Conhecendo a cidade natal de Napoleão na França

Napoleão Bonaparte é um daqueles raros personagens da História mundial que praticamente todo mundo no Ocidente conhece — ou no mínimo já ouviu falar. Um dos responsáveis pela fuga da família real portuguesa ao Brasil em 1808, o general que tomou as rédeas da Revolução Francesa para criar todo um império renovador na Europa, sob […]

Bastia 1 01
França

Bem-vindos à Córsega, França: Conhecendo Bastia e sua cidadela histórica

A Córsega é aquela grande ilha francesa no Mar Mediterrâneo, um lugar que a maioria das pessoas conhece apenas de nome. No caso dos brasileiros, poucos ainda são os que a incluem no roteiro. Estamos aqui num lugar especial, de imenso regionalismo e que muitos sequer consideram fazer realmente parte da França — embora isso […]

Zipaquira 1 01
Colômbia

Zipaquirá e sua Catedral de Sal na Colômbia

(Se você vier a ter uma filha, ou uma neta, considere o nome Zipaquirá.) Eis uma cidade aonde eu decidi ir antes mesmo de saber o que havia ali. O nome me soou tão singular que eu me decidi, de Bogotá, fazer um bate-e-volta no mesmo dia até este município vizinho.  Zipaquirá é uma cidade […]

Atitlan 1 13
El Salvador Guatemala Honduras Nicarágua Panamá

América Central: Lugares, dicas e alertas

A América Central é uma terra fascinante que em muito superou as minhas expectativas, tanto em natureza quanto em cultura. Não é um destino caro, e é uma terra cheia de personalidade própria ainda que algo precária na infraestrutura. Seus países não são todos iguais, mas compartilham algo de comum — como se dá com […]

El Tunco 1 02

El Tunco, El Salvador: Praia de surfe no Oceano Pacífico

Santa Ana 1 01
El Salvador

Santa Ana, El Salvador: A cidade histórica e o vulcão

Aquilo lá não é água não viu, gente. Daquilo nem passarinho nem ninguém bebe. É uma poça de ácido. Ou, mais respeitosamente, uma lagoa de caldeira vulcânica repleta de enxofre e gases oriundos do interior da Terra.  Estamos falando do Vulcão Santa Ana, ou Ilamatepec (o “Morro Pai”), como dizem que é tradicionalmente conhecido na […]

San Salvador 1 01

Em San Salvador (El Salvador), uma das cidades mais perigosas do mundo

Masaya 1 01
Nicarágua

Visitando o Vulcão Masaya na Nicarágua

O Vulcão Masaya na Nicarágua é um dos raros lugares do mundo onde se pode ver lava incandescente, numa cratera vulcânica, sem se precisar caminhar horas a fio nem ter equipamento ou permissões especiais. Pertinho da capital Manágua e a um pulo da cidade histórica de Granada, o vulcão ali está soberbamente ominoso, ameaçando irromper […]

Copan 2 01
Honduras

Legado Maya em Honduras: As Ruínas de Copán

Copán são as principais ruínas Maya em Honduras, país que hoje corresponde ao limite sul dessa civilização. Os Maya cobriram desde aqui até toda a Guatemala e a maior parte do sul do atual México, inclusa toda a Península de Yucatán. Eles seguem vivos, como eu sempre relembro. O povo nessas regiões do México, Guatemala, […]

Copan 1 01b
Honduras

Honduras, a República das Bananas original: Indo a Copán e seu Parque de Aves

Estas aves são sobreviventes, como o povo, de uma terra arrasada. Poucos países nas Américas são tão mal-vistos quanto Honduras. Não completamente sem razão, embora seja um olhar parcial do país. No miolo da América Central, este país é assolado por instabilidade social e política desde que os primeiros espanhóis pisaram aqui no século XVI. […]

Phnom Penh 2 01

Lugares históricos em Phnom Penh: A Guerra Civil do Camboja e o regime Khmer Vermelho

(Este será um post longo.) Phnom Penh, a capital cambojana, pode não ser o que normalmente imaginamos como "cidade histórica" — um lugar antigo, com vestígios de séculos atrás, jeito pitoresco de alguma era que já não é mais. Esses vestígios antigos e bonitos os turistas que vêm ao Camboja encontram nos arredores de Siem Reap. Contudo, esta capital reserva, sim, sítios históricos de grande importância à formação social e política deste país, ainda que seja uma História muito recente, fresca. Afinal, não é todo dia que eu visito um lugar histórico e encontro lá, na loja de souvenirs, alguém que

Conhecendo Phnom Penh, a capital do Camboja

Phnom Penh pode não ser o coração turístico do Camboja (este seria Siem Reap, com suas ruínas de Angkor), mas talvez exatamente por isso surpreenda tanto os turistas. Um belo palácio, pagodes e templos no meio da cidade em linda arquitetura tradicional... Eu próprio fui surpreendido. A maioria das pessoas nem sequer sabe o nome da capital cambojana, então ei-la aqui finalmente lhes sendo apresentada. Phnom Penh (ou "Colina Penh") foi fundada em 1372 e se tornou a capital dos cambojanos em 1431, quando o Império Khmer ruiu. Com Angkor conquistada pelos vizinhos tailandeses no século XV, os líderes cambojanos fugiram
Phnom Penh 1 01
Comidas Camboja 1 01

Comidas cambojanas: Do saboroso ao bizarro

Vocês são do tipo que prefere começar pela boa ou pela má notícia? Perdão aos ansiosos de plantão, mas começarei pela boa notícia. Na pousada onde fiquei em Siem Reap, na estadia da visita às belas ruínas do Parque Arqueológico de Angkor, tive jantares maravilhosos. Quase nada se sabe no Ocidente acerca da comida cambojana, mas ela tem sua dignidade.  Não faço aqui um tratado da cozinha khmer, mas falo do que experimentei. Foi num destes jantares na pousada que eu conheci o tempero kroeung, este tritongo de nome assustador, que faria seu cachorro levantar a vista para sua pronúncia, mas que é
Angkor Wat 1 02

Angkor, Camboja (Parte 6): O Angkor Wat ao pôr do sol

O Angkor Wat, ou "Cidade dos Templos", erigido no século XII, foi o maior templo hindu do mundo. "Foi" não porque depois tenham feito outro maior que ele, mas porque ele deixou de ser hindu. O Angkor Wat originalmente se chamava Barom Vishnulok, ou Morada Sagrada de Vishnu, um dos três principais deuses hindus, aquele vinculado à manutenção da harmonia do mundo e que os hindus creem ter encarnado sobre a Terra na figura de Krishna. A partir do século XIII, o espaço foi convertido em templo budista conforme esta religião ganhava mais e mais predominância entre os khmer, gradualmente substituindo o

Angkor, Camboja (Parte 5): A cidade antiga de Angkor Thom e Bayon, o templo das faces

Estamos chegando agora à "nata" do que há neste Parque Arqueológico de Angkor. Tudo é bonito, mas algumas coisas são mais, e eu sou do tipo que gosta de deixar o melhor para o final. Aproximávamos-nos agora de Angkor Thom — literalmente a "Grande Cidade" — capital do rei Jayavarman VII (1122 - 1218 d.C.) no tempo dos Khmer. Angkor Thom portanto não é um templo, mas todo um espaço dentro do parque arqueológico. É toda uma área que abriga muitos templos de uma mesma época. Lembram-se de uma das fotos que compartilhei antes, com uma muralha e um portal de entrada? Vejam
Bayon 1 01
Ta Prohm 1 01

Angkor, Camboja (Parte 4): Ta Prohm, o templo de Tomb Raider

Bem-vindos a um dos templos mais famosos (e fotografados) de todo o Parque Arqueológico de Angkor, aquele que inspirou muitos criadores de filmes e jogos como Tomb Raider. Ta Prohm é um templo budista recoberto de raízes das gigantes árvores nativas desta região da Ásia. As obras medievais dos antigos Khmer sendo reclamadas por habitantes mais antigas ainda. Como venho descrevendo nos posts recentes, estas obras neste Parque Arqueológico de Angkor datam do Camboja medieval, quando os ancestrais dos atuais cambojanos (os Khmer) tiveram aqui uma das civilizações mais prósperas de toda a Ásia entre os idos dos anos 802-1431. Verdade seja dita,
Mebon 1 01

Angkor, Camboja (Parte 3): Budismo e Hinduísmo no Mebon Oriental, Pre Rup, e Banteay Kdei

Chegou a hora de nos elevarmos um pouco. Digo literalmente. Hora de subir um pouco para sentirmos melhor o tamanho do que foi construído aqui. Os Khmer, a civilização ancestral dos atuais cambojanos, prosperou aqui entre os séculos IX e XV como descrito em detalhes no post anterior. Eles fizeram os maiores templos hindus do planeta. Curioso que eles não estejam na Índia, mas nesta civilização vizinha.  O hinduísmo, preciso dizer, é uma certa colcha de retalhos. Não é uma religião tão estruturada quanto são o cristianismo ou o islã. Ele é muito mais um termo guarda-chuva — como seria, digamos, se

Angkor, Camboja (Parte 2): Ta Som e a História dos antigos Khmer

Eu tenho uma fascinação por ruínas de civilizações antigas, e poucas ruínas no mundo se comparam em integridade e extensão a estas aqui do Parque Arqueológico de Angkor, da antiga civilização dos Khmer no atual Camboja. Os Khmer foram uma das maiores civilizações da Ásia medieval. Prosperaram entre os anos 800-1431 d.C., deixaram-nos o fabuloso legado arquitetônico de Angkor ainda visitável nesta região, e em obra nesse período no Oriente talvez somente os chineses lhe façam competição.  Adentremos. Os Khmer não são um povo que desapareceu, mas os ancestrais dos atuais cambojanos com um nome diferente. A língua que se fala no Camboja atual
Ta Som 1 01
Preah Khan 1 01

Angkor, Camboja (Parte 1): Preah Khan & Neak Pean, os templos da espada e da serpente

Chegou a hora de iniciar as visitas ao Parque Arqueológico de Angkor, no Camboja. Aqui estão as ruínas seculares do que foi este povo durante a Idade Média. Seus ancestrais, os Khmer, tiveram aqui um império de dimensões amplas, que ia do atual sul da Tailândia até as fronteiras com a China. Dominaram o grosso do Sudeste Asiático continental. Sua extensão foi quase o dobro do que tiveram os Habsburgo da Áustria na Europa.  Os Khmer eram hindus. Não eram etnicamente indianos, mas antigamente o hinduísmo era uma matriz religiosa não restrita à Índia — embora aí tenha surgido. Bali, na Indonésia,
Complexo Angkor 1 01

Visitando Angkor Wat e seu parque arqueológico no Camboja: Custos, dicas, e o que ver

O Angkor Wat é mundialmente famoso, patrimônio mundial da humanidade reconhecido pela UNESCO. Nem sempre se diz, mas não se trata de uma atração sozinha que você visita numa tarde e pronto, já viu. Trata-se de todo um parque arqueológico — o Parque Arqueológico de Angkor — com dezenas de templos da época dos Khmer, dos séculos IX-XIII, no Camboja medieval. São aquelas ruínas repletas de história e mistério, com árvores a crescer em meio às pedras e túneis escuros que levam a interiores subterrâneos. Coisa que inspirou muitos filmes e jogos na linha de Indiana Jones ou Tomb Raider. Antes de

Bem vindos a Siem Reap, Camboja

Talvez você imaginasse o Camboja como um lugar quieto. E é, mas não aqui na cidade de Siem Reap, coração do seu turismo. Muito menos à noite na Pub Street, ou a "rua dos bares" com um nome assim bem em inglês para os turistas internacionais. Apesar da sua herança histórico-cultural riquíssima, o Camboja é o país mais pobre e precário da parte continental do Sudeste Asiático — melhor na região apenas que o pequenino e paupérrimo Timor-Leste, recém saído de guerra numa ilha que pertenceu à Indonésia até 2005.  O Camboja sofreu bombardeios dos EUA durante a Guerra do Vietnã, depois
Siem Reap 1 01

Destinos no Mapa

Clique na sua Palavra-chave

Visegrad 1 01
Hungria

Visegrad, Hungria: Castelo medieval e bela cidadezinha às margens do Rio Danúbio, na Europa Central

Estamos no norte da Hungria, não muito distantes de Budapeste, a capital húngara. Perto daqui, o famoso Rio Danúbio é a fronteira entre Hungria e Eslováquia, na Europa Central. Estamos no coração do velho continente. Aqui fica Visegrad (Visegrád com acento em húngaro), um sítio histórico e belo muito pouco visitado por turistas que não são […]

Szentendre 1 01

Szentendre, Hungria: A charmosa cidadezinha às margens do Rio Danúbio

Budapest 1 01b

Budapeste (Hungria), das mais belas capitais da Europa

Kazbegi 1 09
Armênia Geórgia

Armênia & Geórgia: Qual visitar, lugares aonde ir, e dicas de viagem

Geórgia e Armênia são países tradicionalíssimos nas montanhosas paisagens do Cáucaso, um dos cantos menos visitados e mais bonitos da Europa. É um recanto que está finalmente caindo nas graças do turismo, e que merece a sua atenção. Eu passei pouco mais de uma semana entre as duas, e compartilho aqui a minha experiência. Qual a […]

Kutaisi 1 01

Kutaisi: Voos baratos e a Geórgia do dia-dia

Kazbegi 1 01

Ao alto das Montanhas do Cáucaso na Geórgia: O Monte Kazbegi, Stepantsminda, e a Igreja de Gergeti

Tbilisi 1 01

Tbilisi, Geórgia: Das mais charmosas cidades que você (ainda) não conhece

Ajaccio 1 01
França

Ajaccio, Córsega: Conhecendo a cidade natal de Napoleão na França

Napoleão Bonaparte é um daqueles raros personagens da História mundial que praticamente todo mundo no Ocidente conhece — ou no mínimo já ouviu falar. Um dos responsáveis pela fuga da família real portuguesa ao Brasil em 1808, o general que tomou as rédeas da Revolução Francesa para criar todo um império renovador na Europa, sob […]

Bastia 1 01

Bem-vindos à Córsega, França: Conhecendo Bastia e sua cidadela histórica

Colmar 1 01

Colmar, pitoresca cidade na Alsácia (França)

Estrasburgo 2 01b

Conhecendo Estrasburgo, a capital da Alsácia (França)

Paris 6 01

Bordejos em Paris na primavera (Epílogo): Depois de uma semana em Paris…

Paris 5 01 1

Bordejos em Paris na primavera (Parte 5): A Paris gótica e suas igrejas (Notre-Dame, Saint-Sulpice, Sainte-Chapelle, e a Capela da Medalha Milagrosa)

Paris 4 01

Bordejos em Paris na primavera (Parte 4): O Museu do Louvre e o Musée d’Orsay em 15 fotos cada

Paris 3 01

Bordejos em Paris na primavera (Parte 3): Monmartre, o Sacré-Coeur, e os contrastes entre a França da belle époque e a de hoje

Bukhara 1 42
Tajiquistão Uzbequistão

Viajando pela Ásia Central: Dicas, alertas, aonde ir e o que fazer

Céus amplos, vastidão… Por aqui passavam as caravanas da antiga Rota da Seda entre a China e o Ocidente. Um lugar de natureza ainda pouco explorada e muita cultura nativa. A Ásia Central é uma delícia, uma delícia de descobertas por uma das regiões menos visitadas do planeta. Uma cultura milenar, rica em tantos aspectos, […]

Dushanbe 1 18

Tajiquistão: Visto, dicas de viagem, aonde ir e o que fazer

Fann 1 01

Tajiquistão: As Montanhas Fann e o Lago de Alexandre (Iskanderkul)

Dushanbe 1 01

Conhecendo o Tajiquistão: A cultura, o povo e sua capital Dushanbe

Cairo 2 06
Egito

Egito: Dicas de viagem, lugares pra ver, e o que fazer

Depois de relatar em detalhes a minha passagem por várias partes do Egito, vamos a um balanço final — e a algumas dicas e recomendações para quem planeja visitar o país. O que mais gostou.  Todas as magníficas e super preservadas tumbas antigas no Vale dos Reis, em Luxor.  Visita obrigatória. As Pirâmides de Gizé, […]

Cairo 10 01

Epílogo: Crônicas do Aeroporto do Cairo

Cairo 9 01

O Cairo islâmico e atual: Saladino, a Cidadela de Muhammad Ali, e as Mesquitas do Sultão Hassan e Al-Rifa’i

Alexandria 1 01b

Alexandria (Egito) hoje: A nova biblioteca alexandrina e a “outra” Santa Sé, de São Marcos

Cairo 8 02

A Igreja Suspensa no Cairo e os cristãos do Egito: Conhecendo de perto o Cristianismo Copta

Cairo 7 01

O Museu Egípcio no Cairo em 20 fotos

Aswan 1 01

Aswan (ou Assuã) e o Templo de Philae à deusa Ísis

Nubia 1 01b

A Núbia ontem e hoje: Entre os negros do Egito

Abu Simbel 1 01 1

Abu Simbel e o Lago Nasser, no extremo sul do Egito (quase Sudão)

Sobek 1 01

Sobek e os crocodilos mumificados do Antigo Egito, em Kom Ombo

Horus 1 01 1

O magnífico templo antigo de Hórus em Edfu, no Egito

Luxor 4 01b

Cruzeiro pelo Rio Nilo no Egito: Dois dias num navio de Luxor a Aswan

Luxor 3 01

Monumentos funerários egípcios em Luxor, o Vale dos Reis e a Tumba de Tutancâmon

Luxor 2 01b

O Templo de Luxor e o Templo de Karnak: Visitando a antiga cidade de Tebas no Egito

Luxor 1 01

Em Luxor: À margem do Rio Nilo no miolo do Egito

Cairo 6 01

Viajando de trem no Egito: 12h do Cairo a Luxor durante o dia

Cairo 3 01

A dança do ventre no Cairo, na origem

Cairo 5 01b

A estátua gigante de Ramsés e a necrópole de Saqqara (com a Pirâmide de Djoser, a mais antiga do mundo)

Cairo 5 01

Como era feito o papiro no Egito Antigo

Cairo 2 01 1

Visitando as Pirâmides de Gizé e a Esfinge no Egito

Cairo 1 01 1

Chegando ao Cairo, Egito: Visto para brasileiros, imigração, e as primeiras impressões