You are here
Home > Canadá > O Melhor e o Pior do Canadá – Parte 4: O Canadá francês, o diferente

O Melhor e o Pior do Canadá – Parte 4: O Canadá francês, o diferente

Um intervalo breve: O Canadá francês


Antes de passar pra os pontos bons do Canadá, há uma pausa importante a fazer. Como eu imagino todo sabe, o Canadá é parte inglês, parte francês. As duas partes são consideravelmente diferentes, não só na língua, mas na cultura e em muito mais. Tem até quem diga que o Québec (a província onde os canadenses franceses estão concentrados) deveria ser considerado parte da América Latina. E de fato, em muita coisa eu acho o Québec mais parecido com o Brasil do que com o restante do Canadá.


Muito dos pontos ruins que eu apontei aí abaixo se aplica ao Canadá inglês (especialmente a Ontario), mas não tanto ao Canadá francês. Os canadenses franceses tendem a ser mais soltos, menos reservados, e normalmente mais calorosos – tudo isso que você esperaria de latinos (e não esqueçam que os franceses também são latinos). Outra coisa é que eles, no Québec, são basicamente uma “ilha” de cultura francesa rodeada pelo Canadá inglês e pelos Estados Unidos. Então eles têm sempre feito um esforço enorme pra se manter, e o resultado é que eles têm uma identidade muito mais forte do que o Canadá inglês (que, em muitos aspectos e especialmente no entretenimento e na cultura, acaba sendo uma extensão dos Estados Unidos). Por exemplo, os canadenses franceses têm sua própria música típica, sua própria indústria cinematográfica, uma culinária própria, etc; coisas que a gente realmente não vê no Canadá inglês.

CanadaMapsProvincesColourCoded

Nem tudo lá é melhor. Por exemplo, os canadenses franceses fumam muito mais do que os outros. Mas o que eu preciso dizer é que felizmente eles escapam de muitas dessas coisas que eu apontei aí abaixo como ruins no Canadá. Por exemplo, eles são menos gordos, e são visivelmente mais abertos. Sobre o conhecimento deles sobre outros países, eu sinceramente não sei. Mas o que digo com segurança é que lá se come infinitamente melhor. A culinária deles tem uma raiz francesa que é perceptível (por exemplo, eles têm pães e queijos muito bons), mas há também muita coisa original e que você não encontra na França. Tudo é mais gostoso que no Canadá inglês, até coisas simples tipo pizza ou um pedaço de bolo.


Felizmente, muito dos pontos positivos que eu vou começar a mostrar se aplicam tanto ao Canadá inglês quanto ao francês. Então se você vier aqui, vai poder experimentá-los onde quer que esteja. Mas eu recomendo mesmo que tente visitar ambas as partes, inglesa e francesa, e aí você pode conferir as diferenças com os seus próprios olhos, verificar o que eu estou dizendo, e certamente perceber muito mais por sua própria conta.

Mairon Giovani
Cidadão do mundo e viajante independente. Gosta de cultura, risadas, e comida bem feita. Não acha que viajar sozinho seja tão assustador quanto costumam imaginar, e se joga com frequência em novos ambientes. Crê que um país deixa de ser um mero lugar no mapa a partir do momento em que você o conhece e vive experiências com as pessoas de lá.

Deixe uma resposta

Top