You are here
Home > Turquia > Dondurma: O sorvete turco que não derrete

Dondurma: O sorvete turco que não derrete

Essa cara malandra (não a minha, a outra) é do vendedor de sorvete turco. Eles aqui estão por toda parte, pregando peças nos turistas com o sorvete que não derrete.

A gente tende a supor que todo sorvete é feito praticamente da mesma maneira, só muda na “qualidade”, mas claramente este não é o caso. Como diria um bom comercial do clássico 011 1406: Não tente fazer isso em casa com um sorvete comum!

Dondurma 1-02
Sim, isso é o sorvete.

sorvete tradicional turco (dondurma) é diferente do habitual. O sabor é parecido, mas a sua textura é mais densa e firme. Como resultado, ele é bem mais difícil de derreter — e permite ao vendedor ficar fazendo malabarismo com o cone ou até tirar o bloco de sorvete inteiro do pote, como na foto aí. E eles adoram fazer isso pra impressionar os turistas. Ele usa uma vara de metal (como se fosse uma lança) em vez da típica colherzinha, já que retirar do sorvete requer um pouco mais de força. Mas, minha opinião? Uma delícia. E até mais gostoso que o comum.


Se você estiver se perguntando como fazem, eles adicionam como espessantes uma resina natural chamada mastic, e salep, uma farinha de raiz de orquídea roxa. (Diz a lenda que na região de Kahramanrash, no sudeste do país, se faz um com ainda mais salep, e que se come com garfo e faca.) Esses ingredientes dão a consistência espessa e a resistência maior ao derretimento. Dão uma textura boa, e não vi afetarem o gosto.

Costuma haver uma diversidade mais limitada de sabores — quase sempre apenas chocolate, baunilha e morango, e às vezes também pistache. Naturalmente, é possível encontrar também o sorvete “comum” aqui na Turquia, embora eu ache que naquele também eles agregam um pouco daqueles ingredientes, porque me parece um pouco mais espesso que o habitual. 

Mas não perco por nada a chance de tomar do tradicional, sempre que possível. (Só fica sempre aquela coisa porque eu sei que o vendedor sempre vai tentar algum malabarismo, tipo girar a casquinha rápido na hora que você vai pegar, e fazer você de bobo. Tenha a experiência.)

Dondurma 1-04
O vendedor brincando com o casal de clientes, já que o sorvete não cai da casca. (Repare na cara assustada da mulher.)
Dondurma 1-03
Vai um?
Mairon Giovani
Cidadão do mundo e viajante independente. Gosta de cultura, risadas, e comida bem feita. Não acha que viajar sozinho seja tão assustador quanto costumam imaginar, e se joga com frequência em novos ambientes. Crê que um país deixa de ser um mero lugar no mapa a partir do momento em que você o conhece e vive experiências com as pessoas de lá.

Deixe uma resposta

Top