You are here
Home > Tailândia > Viajando de trem na Tailândia: Rumo ao norte

Viajando de trem na Tailândia: Rumo ao norte

O norte da Tailândia é bastante diferente do sul do país, ou de Bangkok. Precisa ser visitado para você ter uma noção geral do país. Aqui há mais influência chinesa, uma culinária ligeiramente distinta, e um ar subtropical de colinas verdes, com santuários de tigres e de elefantes. Ponha de lado por ora o clima de luzes e festas da capital.

Chiang Mai 1-02
Vista da janela do trem, já de manhã antes de chegar a Chiang Mai vindo num trem noturno desde Bangkok. É uma noite de viagem.
Chiang Mai 1-03
Como eu disse, é um ambiente bastante distinto da Tailândia tropical de ilhas e mar, no sul. Aqui o clima é quase montanhoso; fresquinho e tranquilo.
Chiang Mai 1-04
Flagrado ao acordar, meio “môngico” com o cobertor no trem.

O trem é uma ótima forma de viajar de Bangkok a Chiang Mai. Confortável, relativamente barato, e mais cênico que o avião. A viagem dura coisa de 10h, e há opções de trem durante o dia ou durante a noite. Nós optamos por esta última, para também economizar uma noite de hotel. E a chegada a Chiang Mai pela manhã é bonita.


Sugiro jantar antes de tomar o trem, e esperar para tomar café da manhã após chegar, na estação. Os preços no trem são inflados, e não sei a qualidade da comida.


Cuidado com as tias. Há uma trupe sexagenária de “comissárias de bordo” que farão uma pressão enorme para você pedir café da manhã e jantar com elas, e perguntarão 3x se você quer uma xícara de café. Principalmente, dispense o suquinho de laranja que elas lhe oferecerão na chegada.


Tias treteiras, ofereceram um suco vagabundo, artificial, que nós pensamos ser cortesia, e no dia seguinte, antes de sairmos do trem, elas vieram com a calculadora mostrar o quanto estávamos devendo. R$ 6 cada copo daquela porcaria. Questionei a senhora se não havia sido cortesia, e ela riu — aquele riso de velhinha asiática, cobrindo a boca com a mão.

Chiang Mai 1-05
A mierda artificial pela qual acabei pagando seis reais. (A tia, treteira, já lhe oferecerá rapidamente na hora que você entrar no trem, antes mesmo de você chegar ao seu assento.)
Chiang Mai 1-06
Afora essa treta do suco, o trem é boa opção, confortável e arrumado.
Chiang Mai 1-07
As camas.
Chiang Mai 1-08
Até os banheiros são digno, considerando-se que estamos na Ásia. São usáveis.

Eu reservei as passagens com meses de antecedência por esta agência de viagens, http://12go.asia/, e o serviço foi ótimo. Recebi um voucher por e-mail e o troquei pelas passagens no escritório deles em Bangkok. Recomendo.

Mairon Giovani
Cidadão do mundo e viajante independente. Gosta de cultura, risadas, e comida bem feita. Não acha que viajar sozinho seja tão assustador quanto costumam imaginar, e se joga com frequência em novos ambientes. Crê que um país deixa de ser um mero lugar no mapa a partir do momento em que você o conhece e vive experiências com as pessoas de lá.

One thought on “Viajando de trem na Tailândia: Rumo ao norte

  1. Que bela viagem!.. que linda e exuberante terra!.. uma beleza. Precisa ser visitada.
    Adoro viagem de trem. Interessantes eles e lhe possibilitam a visao da paisagem e em geral são confortaveis. O meu preferido ainda foi o expresso Cusco – Ollantaytambo. Adoro trens com gostosos vagões restaurante, Trem não luxuoso mas confortável. Lamento a falta desses gostosos transportes aqui no Brasil.
    Os pontos altos dessa postagem são ao meu ver a apreciação da paisagem, das mudanças climáticas e naturais, a aventura e a boa viagem noturna. Entretanto vale ressaltar a malandragem das ‘comissarias de bordo’; rapaz o que é aquilo!….. que horror… que cor de laranja marca texto horrivel. Santana!…., e a malandragem de aproveitar que voce não sabe e ja lhe entregar o mandu. hahah para isso não são bobas. Devem fazer isso com todos.. mas com essas noticias, uma hora dessas serão desmascaradas haha.
    Mas nada disso empana a beleza dessas paisagens e dessa bela terra asiática. Linda Tailandia. Muito boa postagem e muito bom viajar nas suas historias e experiencias, meu jovem. haha

Deixe uma resposta

Top