You are here
Home > Chipre > Kyrenia (ou Girne) e o Chipre do Norte

Kyrenia (ou Girne) e o Chipre do Norte

Girne (como a chamam os turcos) ou Kyrenia (como a chamam os gregos) é uma cidade no norte de Chipre. A cidade fica inteiramente no território independente do Chipre do Norte, uma república auto-proclamada e só reconhecida pela Turquia. Na prática, é um outro país. Nicosia, a capital para ambos os Chipres, segue dividida à là Berlim na época do muro (vê-la aqui no post anterior). Já Girne é integralmente turca, de modo que você teria dificuldade em perceber que está num país que não é a Turquia.

(Mais sobre a divisão entre os países no meu post de estreia em Chipre, onde escrevo sobre a história de gregos e turcos nesta ilha.)

Girne 1-00
Mustafá Kemal “Ataturk” (pai dos turcos) foi o general turco da Primeira Guerra Mundial que conseguiu impedir que a França e a Inglaterra tomassem de vez o núcleo dos então territórios do Império Turco Otomano. Ele derrotou-os em Gallipoli e, assim, estabeleceu a República da Turquia em 1923, o Estado laico que há hoje. Chipre, contudo, habitado por gregos e turcos, ficou de fora por ser uma colônia britânica até 1960. Os turcos daqui não deixam de ter uma relação especial com a Turquia, entretanto. Ali a bandeira vermelha da Turquia, e do lado a bandeira também branca-e-vermelha do Chipre do Norte, que basicamente apenas inverte as cores.

De Nicosia, um dolmus (uma van) te leva a Girne por meras 5 liras turcas. São apenas uns 20 minutos de trajeto. (Só lembre que aqui eles usam sempre o nome turco da cidade, Girne [Guírne], e nunca Kyrenia.)

Girne, diz a lenda, teria sido fundada após a Guerra de Tróia (cidade que, crê-se, teria sido onde hoje é a Turquia). Os bizantinos e, depois, os cruzados venezianos fundaram aqui uma cidade portuária fortificada, que em 1571 viria a ser conquistada pelos turcos otomanos. Hoje, ela é a capital turística do Chipre do Norte.

Girne 1-02
Localização de Girne em Chipre.
Girne 1-03
Mapa da cidade, com sua fortaleza ali.
Girne 1-04
A fortaleza costeira de Girne.

A sensação é a de estar numa cidade praiana da Turquia. De fato, muitos turcos de lá vêm pra cá passar feriado. À beira-mar, um restaurante após o outro com mesas do lado de fora. De um lado, as águas do Mar Mediterrâneo; do outro, atrás ao longe, as montanhas do Chipre do Norte. O lugar tem uma paisagem muito agradável.

Girne 1-05
Vista para a marina, feita onde era o porto medieval.
Girne 1-06
Ali, restaurantes com suas mesas na calçada. (O fish and chips é herança britânica, e também porque há muitos turistas de lá aqui.)
Girne 1-07
Vista para a fortaleza medieval de Girne na beira-mar.

A cidade é pequena; não há muito o que ver, mas as ruas são agradáveis. É aquele típico estilo de cidade de beira-mar onde tudo gira em todo da área costeira com seus restaurantes. (Praia propriamente dita eu não vi.) Dei uma volta e fui maravilhar-me comendo doces turcos. 

Girne 1-08
Comi uns desses, feitos com pistache moído e mel na massa folhada. Allah como são gostosos!
Girne 1-09
Agradáveis ruas de Girne, com um pequeno comércio.
Girne 1-01
Cantor de rua com seu microfone e vendendo CDs. Ali a bandeira branca e vermelha do Chipre do Norte.
Girne 1-10
A rua principal, com seus cafés e lojas.

Eu não tive tempo de ir conhecer, mas se você tiver um carro ou motorista, vá conhecer o Castelo de St. Hilarion, nas montanhas. É a alguma distância daqui, mas ainda nas cercanias. Dizem oferecer vistas magníficas lá do alto, ainda que seja de difícil acesso.

Girne 1-11
Paisagens de Chipre do Norte entre Nicosia e Girne/Kyrenia.
Girne 1-12
Montanhas áridas típicas do Mediterrâneo em Chipre do Norte.

Esta era, admitidamente, uma vinda curta ao Chipre do Norte, só para sentir um sabor. Acho que vale mais dias se você gostar de passar um tempo sossegando em cidades pequenas à beira-mar. Eu precisava voltar a Nicosia e a Larnaca para um avião à Jordânia. A minha volta ao mundo continuava, cada vez mais para leste. 

Mairon Giovani
Cidadão do mundo e viajante independente. Gosta de cultura, risadas, e comida bem feita. Não acha que viajar sozinho seja tão assustador quanto costumam imaginar, e se joga com frequência em novos ambientes. Crê que um país deixa de ser um mero lugar no mapa a partir do momento em que você o conhece e vive experiências com as pessoas de lá.

One thought on “Kyrenia (ou Girne) e o Chipre do Norte

  1. Uuuuaaahhh que beleza de região. Sáo lindas essas paragens com essas montanhas atrás, o verde da vegetação, o belo azul das águas e do céu e essa ”cara” de Istambul. Parece que você esta no Bósforo e na majestosa Istambul. Maravilhosas e vetustas muralhas, pujantes fortalezas medievais. Um colírio para os olhos que amam a História e as Artes.
    Amei as ruazinhas despretensiosas e agradáveis, com sua bela arborização., seu povo simples, suas belas floradas e seu porto histórico. Muito bonito e singular esse norte de Chipre.
    E o senhor ‘tirando de letra’ nos doces turcos. Este é uma delicia. Uma das marcas da bela Istambul.
    Bela viagem, bela postagem. deixou um gostinho de quero mais.

Deixe uma resposta

Top