You are here
Home > Holanda > Visitando o jardim de flores Keukenhof na primavera, na Holanda

Visitando o jardim de flores Keukenhof na primavera, na Holanda

Tulipas amarelas na Holanda. Há de numerosas cores.

A Holanda toda é apaixonada por flores. Em verdade, flores são o principal produto agrícola do país, em especial as tulipas. Estas flores de origem persa, e ainda facilmente encontráveis naquela região em cidades como Istambul ou Teerã, difundiram-se de tal maneira na Holanda que hoje esta as exporta até para as celebrações religiosas do Vaticano.

As tulipas foram trazidas à Europa pelo embaixador francês no então Império Turco Otomano, em 1544, e elas logo se tornaram tão populares que são consideradas uma das primeiras “bolhas especulativas” da História. Seus preços em Amsterdã, na época da “Idade de Ouro” da expansão marítima holandesa do século XVII, chegaram às nuvens. Todos os mercadores ricos queriam desse novo item de luxo.

Hoje, as tulipas são acessíveis a qualquer um e encontráveis com facilidade em qualquer barraca de esquina na Holanda. Num país onde já não há mais “bancas de jornal”, as “bancas de flores” continuam de vento em popa. Por alguns euros você compra um bouquet das mais diferentes cores.

Se você gosta pedalar, pode alugar uma bicicleta para ir até os campos de flores perto da cidade de Lisse nos idos de março-abril, antes da colheita. Ou pode tomar um trem direto entre Leiden e Haarlem, que passa com vista para os campos.

Campos de tulipas na Holanda durante a primavera.

Como visitante, no entanto, de longe o melhor lugar para ver a beleza florida holandesa são os jardins do Keukenhof, localizados a um curto passeio de ônibus de Amsterdã. Eles abrem na última semana de março e ficam abertos até meados de maio. A visitação só é possível durante a primavera, quando as plantas estão em flor.

É uma miríade de cores em paisagens bem arranjadas num amplo parque onde você pode passar o dia.

Jardins do Keukenhof com suas tulipas em múltiplas cores.
A entrada.
Caminhos.
Córregos.
Você se perde no interior do parque com tanta flor.
Tulipas cor de fogo.
Tulipas negras e rosas.
Com os cruzamentos, hoje se tem uma variedade imensa de tulipas das mais diversas cores.
Ao fim você decide de qual gostou mais.
No meio da tulipada.
Carregue bem a bateria para poder tirar fotos.
Arranjo com água.
Em 2015, em homenagem aos 125 do falecimento do pintor impressionista holandês Van Gogh, fizeram o formato do seu rosto em tulipas.

Para visitar o Keukenhof é fácil. No aeroporto de Schiphol, ao qual você pode chegar de ônibus ou em meros 10min de trem deste a estação Amsterdam Centraal, é possível comprar pacotes que incluem traslados de ida e volta e a entrada para o dia inteiro. O custo fica em torno de 25€ por adulto. Eu programaria passar pelo menos um turno inteiro no parque.

As datas exatas de funcionamento variam a cada ano, mas sempre é da última semana de março ao meio de maio. Vale a pena programar a sua viagem à Holanda para esse período, quando Amsterdã e outras cidades do país ficam particularmente lindas. Minha sugestão é vir mais para o fim de abril, pois, a depender de como foi o inverno, nas primeiras semanas as flores podem ainda não ter aberto — e, se o calor chegar muito rápido, nos dias finais de maio algumas podem já estar murchas. Então vale a pena vir no meio daquele período primaveril. 

Maiores informações você consegue no site oficial. Ou, se quiser saber alguma outra coisa, é só pôr aí nos comentários.

Mairon Giovani
Cidadão do mundo e viajante independente. Gosta de cultura, risadas, e comida bem feita. Não acha que viajar sozinho seja tão assustador quanto costumam imaginar, e se joga com frequência em novos ambientes. Crê que um país deixa de ser um mero lugar no mapa a partir do momento em que você o conhece e vive experiências com as pessoas de lá.

3 thoughts on “Visitando o jardim de flores Keukenhof na primavera, na Holanda

  1. Mairon, eu, meu companheiro e minha amiga iremos passar 26 dias (entre meados de junho-julho) em férias na Holanda, Bélgica e Luxemburgo. Quais as cidades que você recomendaria, afora as que já estão em suas postagens? A propósito nossos interesses são voltados a História, Arte e Cultura.

    A propósito, gosto muito de seus textos. Obrigado!

    1. Oi Nuno,
      Como sempre, o meu obrigado sincero pelo seu apreço!

      Meados de junho-julho na região do “Benelux” promete ser um tempo ótimo! 26 dias vão dar a vocês bastante tempo para aproveitar. Afora as cidades sobre as quais já postei, eu recomendo primeiramente o trio Bruges-Ghent-Bruxelas. Ainda não fiz postagens sobre a Bélgica, mas as três cidades merecem ser conhecidas. (Para além dos lindos canais e do charme de Bruges, não deixe de visitar o seu “Gronigemuseum”, um lindíssimo museu de arte flamenga, com muitas obras da chamada renascença de Flandres). Antuérpia, a segunda maior cidade da Bélgica, tem sua elegância mas é mais modesta que as outras em termos de atrações interessantes. Você pode dar uma passada no caminho e circular pela cidade, ou até dormir uma noite se quiser dedicar mais tempo a ela.

      Se tiver a curiosidade, ainda na Bélgica, pode pelo seu interesse em História visitar o sítio da Batalha de Waterloo (1815). Eu já fui, embora ainda não tenha escrito a respeito. Há um centro de visitação, com dioramas etc., mas não chega assim a ser um espetáculo. Só mesmo caso você tenha muito interesse.

      Em Luxemburgo, o que há mesmo a visitar é a cidade homônima, que com certeza já está nos planos de vocês. E na Holanda, afora as cidades sobre as quais já postei, eu recomendo Utrecht (sobre a qual vou postar em breve), uma visita breve a Roterdã (sobre a qual também postarei), e além dessas a pequena Leiden pode também merecer sua visita. Amsterdã, contudo, é onde eu passaria mais dias, sobretudo no verão.

      Ficam as sugestões. Quaisquer outras perguntas, é só fazer. Sucesso e bom planejamento!

  2. AAAAaffffimariaaaa. É bonito D + . Acho que também pelas flores amo tanto a Holanda. e a Europa na Primavera. Parece que você desembarcou nos jardins dos Céus, Belíssimos, E o Keukenhoff é o maior e o mais bonito, sem duvida. Um dia ao meu ver é pouco, para ver tudo. Curtir, fotografar e estar naquele pedacinho do Céu!…. atapetado de belas e coloridas tulipas, Um esplendor. Um encanto. Parabéns, jovem viajante por nos trazer essa beleza que é a Holanda e com ela o Keukenhoff, Valeu,

Deixe uma resposta

Top