Noruega

Viajar de trem pela Noruega: Melhores roteiros, dicas, e como comprar online

Viajar de trem pela Noruega é uma delícia. É a melhor forma de conhecer o país, este nórdico recanto montanhoso da Europa.

A Noruega investe pesado em transporte coletivo, tanto para os seus quanto aos turistas, o que significa que você pode reservar vários roteiros bastante cênicos por conta própria, sem precisar de agências.

Neste post, eu falarei das amenidades, do que esperar, de como comprar suas passagens de trem online, e darei algumas dicas que incluem os roteiros mais bonitos a fazer no país.

O que esperar dos trens noruegueses

Os trens noruegueses são limpos, modernos e pontuais. Não espere maria-fumaça, exceto num trecho específico que faz o estilo “tradicional” para turistas.

Eles se organizam em fileiras de duas poltronas de um lado e duas do outro, com um corredor no meio, como um ônibus. Às vezes, há daqueles assentos “família” para quatro pessoas, duas de frente para duas com uma mesinha no meio.

Há trens noturnos com opções para viajar deitado, mas o feijão com arroz são esses trens diurnos — os melhores para quem busca apreciar a paisagem.

O interior típico dos trens noruegueses, com espaço para pôr bagagem acima das poltronas. (Evite trazer volumes muito grandes, ou poderá ter dificuldade de acomodá-los.)
Um trem que peguei na Noruega. Essas pessoas viajaram ao meu lado.

Que amenidades há?

Quando você faz a reserva, o site lhe indica todas as amenidades que há naquele trem específico. De praxe, há wi-fi gratuito e ilimitado, banheiros dignos e com papel, e uma pequena cafeteria a bordo.

Não vou chamar a cafeteria propriamente de um vagão-restaurante, pois ela é mais uma lanchonete com café, quitutes, sanduíches, e uma pequena seleção de sucos, cervejas e vinhos.

A maioria dos trens noruegueses conta com uma cafeteria a bordo, o que eles aqui chamam de bistrô.
Há sempre café (o protagonista) e uma seleção de pães doces para acompanhar, sanduíches, e algumas bebidas. Os preços são aceitáveis, mas vale a pena vir munido de lanches caso sua viagem seja longa.

Tomar um café acompanhado de um pão com canela é uma quintessência na Escandinávia. A mídia estrangeira não comenta porque não sabe, mas pergunte a qualquer escandinavo.

E o melhor: o café aqui é free refill. Você toma o tanto que quiser. Na cultura social escandinava, é rude regular a quantidade de café que a pessoa vai beber.

Café acompanhado de pão com canela na Noruega.

Como reservar online: Algumas observações

Você deve fazer todas as suas reservas através do site oficial da companhia norueguesa de transportes, a VY. Há uma versão do site em inglês bastante simples de navegar. Se você não estiver seguro com esse idioma, pode sempre usar a função de tradução automática do navegador Google Chrome.

Vale muito a pena baixar o aplicativo da VY no seu celular, onde você pode armazenar todos os seus tickets e simplesmente mostrá-los ao condutor a bordo sem precisar imprimir nada. Se não quiser fazê-lo, pode sempre apresentar as passagens impressas.

Ou, uma terceira opção, pode ir a uma das máquinas na estação ferroviária e imprimi-los lá com o código da reserva, como se faz com cartões de embarque em aeroporto.

A página inicial da versão em inglês do site da VY, a companhia estatal de transportes da Noruega. É bastante fácil de usar. (Oslo Lufthavn é a estação no aeroporto. Oslo S é a estação central da cidade, de Sentral em norueguês.)

Note que alguns trechos, especificamente de Oslo a Trondheim, são servidos pela SJ e não pela VY. A SJ é a companhia ferroviária da vizinha Suécia. Eu tratei melhor dos trens suecos neste outro post. O nível de qualidade e serviços é muito semelhante. Você pode comprá-los do mesmo modo no site da VY, ou se preferir, em no site da SJ.

Preços & Descontos

Os preços online são todos em coroas norueguesas (Norwegian crowns, abreviadas NOK). Um dólar tem estado na casa de 9 NOK, mas flutua um pouco. Não se engane achando que isso significa que as coisas aqui são baratas.

Por exemplo, uma passagem entre Oslo e Bergen — as duas principais cidades — comprada com antecedência sai por 339 NOK, ou cerca de 37 USD, por 6h30 de viagem. Se você deixar para comprar a poucas semanas da data, pagará o dobro. Se comprar de véspera, pagará o triplo. Pode também não achar mais, pois esgotam. 

Ao contrário de alguns outros países, aqui os preços das passagens flutuam com o tempo, então vale muito a pena reservar com semanas ou (de preferência) meses de antecedência. O sistema permite que você adquira passagens até 120 dias antes da data, então agarre os preços promocionais (Lowfare) antes que eles se esgotem. 

Note também que há um desconto para idosos a partir de 67 anos, não importa a cidadania, e descontos para estudantes que possuam a carteirinha internacional.

Melhores roteiros

Os trechos ferroviários nas várias partes da Noruega quase todos recebem nome. É uma jogada de marketing — e funciona.

De longe, o trecho mais famoso é o Norway in a Nutshell, roteiro que inclui várias viagens de trem, somadas a uma jornada em ferry num fiorde, e que o leva entre Oslo e Bergen passando por paisagens belíssimas num único dia. Eu fiz esse roteiro e o mostrei em maiores detalhes tanto no inverno (dez-mar) quanto no verão (jun-set) — duas experiências algo distintas.

Vistas para a natureza norueguesa congelada no inverno, no percurso Norway in a Nutshell.
A paisagem norueguesa durante o verão, no roteiro Norway in a Nutshell.
Um dos principais trechos nesse roteiro é a Flamsbana, ou linha de Flam, um percurso de pouco mais de 1h em trem das antigas. É uma delícia. (Esta é uma foto promocional do site oficial de turismo no país, Visit Norway.)
O trem tradicional da Flamsbana durante o inverno.

Enquanto que esse roteiro é uma sequência de trechos bem montada, os demais roteiros são linhas da cidade A à cidade B, por partes especialmente pitorescas do país. Incluem:

1) A Ferrovia de Bergen: 6h30 de viagem, caso você opte por ir direto de Oslo a Bergen ou vice-versa. Você cruza montanhas, lagos e campos. Ótima opção de retorno, caso você faça o Norway in a Nutshell na ida.

Ferrovia entre Oslo e Bergen.

2) A Ferrovia Dovre: 6h30 de viagem entre Oslo e Trondheim, a cidade mais histórica da Noruega. Acompanha um rio e uma zona rural pitoresca, embora de poucas montanhas.

Vistas na Ferrovia Dovre, de Oslo a Trondheim.

3) A Ferrovia Rauma: 1h de viagem por entre as montanhas e nuvens entre Dombas e Andalsnes, no meio da Noruega. Eu relatei minha viagem nessa ferrovia em detalhes aqui.

Vistas de montanhas e brumas na Ferrovia Rauma.

4) A Ferrovia Nordland (ou Nordlandsbanen), 729 Km que ligam Trondheim a Bodo, o fim de linha da malha ferroviária norueguesa. (Há um trechinho ainda mais ao norte, em Narvik, conectado ao norte da Suécia mas não ao restante da Noruega.)

Essa ferrovia cruza o Círculo Polar Ártico, e cheguei a mostrá-la em detalhes neste outro post. Você passa um dia cenográfico e tanto se tomar o trem de manhã para chegar a Bodo à tardinha.

A Ferrovia Nordland, de Trondheim a Bodo, se inicia em baixo chão mas depois do círculo polar ártico começa a dar uma paisagem mais montanhosa, no extremo norte norueguês.

Essas são as principais rotas de trem na Noruega. Contudo, há outras. Entre Oslo e Stavanger, no sul mais industrializado, você toma a Ferrovia Sørland. Ou a Ferrovia Røros, entre a cidade de Hamar e Trondheim. Dentre outras.

A Europa, tão conhecida por ser densamente povoada e há muito ter sua natureza sob ação humana, aqui na Noruega mostra seu lado mais indomado. 

Mairon Giovani
Cidadão do mundo e viajante independente. Gosta de cultura, risadas, e comida bem feita. Não acha que viajar sozinho seja tão assustador quanto costumam imaginar, e se joga com frequência em novos ambientes. Crê que um país deixa de ser um mero lugar no mapa a partir do momento em que você o conhece e vive experiências com as pessoas de lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *