You are here
Home > China

Fazendo voo de conexão na China continental sem visto de trânsito: A experiência

Brasileiros podem ficar até 72h em trânsito na China continental sem visto. "China continental" (mainland China), pra quem estiver perdido, é o nome normalmente usado para referir-se à China propriamente dita, fora das regiões administrativas especiais de Hong Kong ou Macau, que gozam de certa autonomia e fronteiras próprias (pra não falar em Taiwan, que é soberana). Brasileiros podem visitar Hong Kong e Macau por até 90 dias sem visto. Já a China continental, não. Apenas por 72h, que foi o que eu fiz, meio sem querer. Meu voo de Hong Kong a Seul, na Coreia do Sul, foi pela Xiamen

Dim Sum originais cantoneses em Hong Kong: Os restaurantes chineses de petiscos

A gente no Brasil acha que conhece comida chinesa. Ô engano! Na maioria dos casos, o que os restaurantes ditos chineses nos servem no Brasil nós poderíamos chamar no máximo de "pratos inspirados na comida chinesa", tipo aqueles filmes "baseados em fatos reais". Na prática, quase nunca vai além de rolinho primavera mais arroz/macarrão/carne/legume frito encharcado em shoyu e com aquele molho acre-doce cor-de-rosa. Acabou. Mentira: nem começou. Isso aí é um arremedo, não é nem a ponta do iceberg da culinária chinesa. Não vou fazer aqui um tratado gastronômico, mas não posso passar por Hong Kong sem mostrar a vocês os dim sum,

Hong Kong: O Mosteiro Po Lin na montanha e o Grande Buda de Tian Tan, na Ilha Lantau

Uma das atrações mais fenomenais em Hong Kong é o Grande Buda de Tian Tan, numa das montanhas dos arredores da cidade. São 34m de bronze do Buda sobre uma flor de lótus, numa localidade cheia de verde e visível à distância. Tian, vocês já viram no post anterior, é o conceito chinês de "céu" ou "mundo espiritual". Tian Tan quer dizer "altar do céu", e este modela um templo budista do século XV em Pequim que leva esse nome. Caso você esteja admirado(a) de ver tanto verde numa metrópole densa como Hong Kong, vale saber que "Hong Kong" não é só a cidade

Visita a um templo taoísta (Wong Tai Sin) em Hong Kong: Conhecendo a religião tradicional chinesa

A religião tradicional chinesa é das mais antigas do planeta, e praticada por mais de 1 bilhão de pessoas. Ainda assim, nós no Brasil (e no Ocidente em geral) quase nada sabemos sobre ela. Não me refiro ao budismo, que é adotado por apenas 15% da população na China. O que três-quartos dos chineses praticam é outra coisa. Eu muito ouço no Brasil as pessoas dizerem que a China é um "país ateu". Bobagem. Primeiro, se estivermos falando de uma religião oficial de estado, a China é laica como são o Brasil ou os Estados Unidos (diferentemente de países como Irã ou Arábia

Bem vindos a Hong Kong: Entre prédios, templos e jardins no dia do aniversário de Buda

Bem vindos a Hong Kong, uma das grandes metrópoles mundiais. "Asia's Global City", eles aqui gostam de dizer, e sem dúvidas um dos maiores centros financeiros do planeta. (O banco HSBC, caso você não saiba, quer dizer Hongkong and Shanghai Banking Corporation.) Embora faça parte da China, Hong Kong oferece uma versão mais light do país. Trata-se de uma "região administrativa especial", com seu próprio controle de fronteiras, certa autonomia política e econômica, moeda própria (Hong Kong dollars), e sem os bloqueios e censuras de Pequim na Internet. Portanto, Facebook, YouTube e Google aqui funcionam. Além disso, não é necessário visto para vir visitar

Top