You are here
Home > Ucrânia

Kiev (Ucrânia) no verão: O Mosteiro de Lavra, o Cristianismo Ortodoxo, e o barroco ucraniano

Era o meio da noite quando eu adentrei a Ucrânia desta vez. Após uma breve visita aqui meses atrás, eu agora chegava para pouco mais de uma semana realizando um evento sobre meio ambiente com jovens de toda a Europa. Desta vez eu vinha da Bielorrússia, em pleno verão europeu. Trem noturno, com checagem de passaporte pelas polícias bielorrussa e ucraniana às 2:30 da manhã — uma delícia. Trem até razoável, diga-se a verdade. A chatice foi apenas ficar duas horas acordado de madrugada pra a checagem dos seus papéis de imigração. [A Ucrânia depois passou a isentar os brasileiros da necessidade de visto.]  Kiev,

Quem é a Ucrânia: Identidade, Revolução Laranja, e a Praça (Maidan) da Independência em Kiev

A Ucrânia é um país que muitos conhecem, só que não. Sabemos que fica no leste europeu, perto da Rússia, mas pára por aí. Poucos sabem, por exemplo, que a Ucrânia tem idioma próprio (o ucraniano), que é o maior país da Europa após a Rússia (e dos mais populosos, com 45 milhões de pessoas), e é uma das identidades nacionais que mais se afirmam neste século XXI. Eu tive uma breve passagem por aqui em abril, minha primeira experiência neste país, para agora no verão retornar com mais tempo. Tive oportunidade de provar e ver algumas das muitas pequenas coisas

Kiev (Ucrânia) no final do inverno: Uma breve passagem

Escuro, frio, molhado. Assim é o ambiente que encontramos em Kiev, capital da Ucrânia, num começo de abril. Embora teoricamente já fosse início de primavera, na prática o restinho de inverno ainda persistia. Se não tínhamos mais as neves e as temperaturas negativas de um janeiro, tínhamos chuva e coisa de 7-10 graus. Eu me impressionei ao observar uma realidade tão humilde em plena Europa. Aterrissei no aeroporto de Kiev e Nataliya (Natasha para os amigos) me esperava, uma colega ucraniana, moça branca, magra, de cabelos castanho-escuros longos e olhar sóbrio, atento. Revelaria-se boa de papo. (E depois eu descobriria que faz

Top